Quem somos

O tema da Roda da Fortuna se originou na Antiguidade greco-romana provavelmente a partir da fusão de duas deusas: Fors e Fortuna. Tal combinação fez surgir Fors (Fortuna), deusa que personificava o acaso, o destino e a sorte. Cristianizada na Idade Média, a Roda da Fortuna representava, simultaneamente, a Roda da Vida e a Roda do Acaso, pois simbolizava as contínuas mudanças tanto positivas quanto negativas que o homem medieval passava durante a vida.

 

Com o ISSN (2014-7430) registrado junto à Biblioteca de Catalunya (Barcelona, Espanha), a Roda da Fortuna é uma revista que tem como objetivo publicar, em meio eletrônico, textos relacionados à Antiguidade e Medievo em uma perspectiva interdisciplinar que inclua áreas como História, Filosofia, Antropologia, Direito, Artes, Literatura, Filologia, dentre outras.

 

Com uma periodicidade semestral, pretendemos incentivar a elaboração de trabalhos acadêmicos relacionados ao mundo Antigo e Medieval, contribuindo como um veículo de divulgação destas pesquisas no âmbito virtual.

 

Esta revista publica dois números por ano, cujos artigos são avaliados por pareceristas do Conselho Consultivo e por pareceristas (ad hoc) convidados semestralmente. A avaliação é cega e por pares. Em caso de uma avaliação positiva e outra negativa, o texto será enviado a um terceiro parecerista.

 

A Roda da Fortuna também oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, de acordo com o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público confere maior democratização do conhecimento.

 

Linhas editoriais:

 

- Cultura, Memória e Narrativas na Antiguidade e Medievo

 

- Poder e Relações sociais na Antiguidade e Medievo

  

Regno, Regnavi, Sum sine regno, Regnabo

("Reino, reinei, não tenho reino, reinarei")

Inscrição de uma miniatura italiana (século XIV)